8
agosto

ANIMA MUNDI RJ SÓ ATÉ DOMINGO

Não esqueçam que o Anima Mundi só estará no Rio até domingo, dia 11/08, quando parte para São Paulo de 14 a 18 de agosto.

Programa imperdível para crianças e adultos.

Que tal passar um incrível DIA DOS PAIS por lá?
animamundi-minhocasDiversão garantida.

ANIMA MUNDI CHEGA À 21ª EDIÇÃO COM NOVA SEDE NO RIO

Festival ocupa a Fundição Progresso com a exibição de 510 filmes,
palestras, workshops e as tradicionais oficinas de animação

ANIMA MUNDI 2013

Rio de Janeiro – 2 a 11 de agosto – Fundição Progresso, Cinema Odeon BR e Oi Futuro

São Paulo – 14 a 18 de agosto – Espaço Itaú de Cinema e Cine Olido

Em 1993, os diretores Aída Queiroz, Cesar Coelho, Lea Zagury e Marcos Magalhães desafiaram o panorama negativo do cinema de animação brasileiro da época – com a produção nacional reduzida a quase nada e a total falta de incentivos na área – e criaram o Anima Mundi, uma pequena mostra de animação, restrita a uma sala de cinema com pouco mais de noventa lugares. Vinte edições se passaram e o festival hoje é o segundo maior do mundo, com público médio de 100 mil pessoas e mais de 400 filmes por edição, concorridos bate-papos com animadores de todo o mundo e a imensa procura pelas oficinas gratuitas de animação para crianças e adultos.

Para dar vazão à imensa e crescente demanda, o festival passa a ocupar uma nova sede no Rio: a Fundição Progresso, um dos centros culturais mais ativos da Lapa, que terá sua estrutura adaptada para comportar um cinema com 800 lugares e outras duas salas de projeção para receber as mostras e os encontros com alguns dos mais renomados profissionais da área, nas sessões do Papo Animado, nas Master Classes e nas mesas do Anima Forum.

Durante o período do evento, de 2 a 11 de agosto, os quase sete mil metros quadrados do local contarão ainda com um grande espaço de convivência, onde ficarão as oficinas – que vão dobrar de tamanho – de técnicas como stop-motion (massinha), desenho animado (2D), zootrópio, pixilation e areia, além de uma Praça de Alimentação. O animador argentino Juan Pablo Zaramella idealizou toda a identidade visual desta edição e, com base em sua criação, o cenógrafo Sergio Marimba elaborou o projeto cenográfico para a Fundição. O vizinho Cine Odeon também vai exibir parte da programação e o Oi Futuro vai oferecer oficinas e filmes em seus centros culturais, em Ipanema e no Flamengo.

Em São Paulo, o festival ocupa o Espaço Itaú de Cinema e o Cine Olido de 14 a 18 de agosto. A cidade receberá todos os filmes do evento e também Papos Animados e as Master Classes.

A realização do festival e a manutenção de toda a sua ampla programação gratuita é possível graças ao patrocínio do Ministério da Cultura, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura, da Petrobras e do Governo do Rio de Janeiro, da Secretaria de Estado de Cultura e da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro.

Um giro pelo mundo através da animação: 53 países e mais de 500 curtas e 13 longas

Como já virou hábito, os quatro diretores do festival tiveram bastante trabalho ao assistir os cerca de 1300 filmes enviados para a seleção deste ano. Depois de muitos debates, chegaram à lista de selecionados, que inclui 510 obras de 53 países. O Brasil lidera com 106 produções, seguido por França (80), Alemanha (30), Estados Unidos (30), Reino Unido (28) e Canadá (22). É também a chance de conferir exemplares da animação de países como Rússia, Japão, Dinamarca, Croácia, Cuba, Irã, Uruguai, Ucrânia, África do Sul, Chile e os estreantes Moldávia e Líbano.

O ano marca ainda o recorde de longas em uma única edição do festival, com 13 títulos que se dividem entre as mostras Competitiva, Competitiva Infantil e Panorama. Entre eles, estão o franco-belga ‘Approved for adoption’, de Laurent Boileau e Jung, o sul-coreano ‘The King of Pigs’, de Yeon Sang-ho, o argentino ‘Anima Buenos Aires’, selecionado para o festival de Annecy, e o brasileiro ‘Luz, anima, ação!’, de Eduardo Calvet, sobre a trajetória da animação no Brasil.

Recente marco nesta história, ‘Uma História de Amor e Fúria’, de Luiz Bolognesi, também será apresentado no festival, comemorando o prêmio de Melhor Filme no último Festival de Annecy (França), o maior do setor. No ano passado, Bolognesi já tinha apresentado alguns trechos do longa em uma das mesas-redondas do Anima Forum.

Convidados especiais

O intercâmbio cultural continua com a já aguardada vinda de importantes nomes do mundo da animação para o festival. Eles participam dos Papos Animados (encontro com o público em um misto de palestra e bate-papo) e do Anima Forum, importante fórum de pensamento e análise do mercado, onde também acontecem as Master Classes, voltadas para o público profissional.

Entre as convidados que vem para animar a 21ª edição do Anima Mundi, estão as animadoras canadenses Wendy Tilby e Amanda Forbis – que concorreram ao Oscar em 2012 pelo curta ‘Wild Life’ –, o irlandês David OReilly, dono de uma obra conhecida por uma irônica crítica à contemporaneidade, e o artista conceitual e  ilustrador americano Andrew Probert, responsável pela criação de designs para longas como ‘De Volta Para o Futuro’ e ‘Jornada nas Estrelas’.

Completam o time a portuguesa Regina Pessoa (de ‘História Trágica com Final Feliz’, sucesso no 14º Anima Mundi) e o americano Chris Wedge, um dos criadores da Blue Sky e vencedor do Oscar em 1999 pelo curta ‘Bunny’, além de assinar a direção de filmes como ‘A Era do Gelo’. Fazendo o caminho inverso, o brasileiro Ennio Torresan vem falar de seu trabalho nos estúdios da DreamWorks, onde participou da criação de ‘Madagascar’ e ‘Kung Fu Panda’. Ennio, Regina e Probert também estão escalados para participar do Anima Forum.

Anima Forum e o futuro da produção nacional

A Fundição Progresso ainda vai abrigar, de 6 a 9 de agosto, o 7º Anima Forum, evento responsável por uma série de feitos recentes no mercado de animação, como o surgimento de linhas de incentivo e financiamento para a produção nacional. O bom momento do setor poderá ser comprovado nas mesas-redondas, que abordarão temas impensáveis em edições passadas, como a gestão dos estúdios de animação, as possibilidades de coprodução entre Alemanha e Brasil e até um bate-papo com três diretores brasileiros com longas em processo de finalização: Alê Abreu (‘O Menino e o Mundo’), Paolo Conti (‘Minhocas, o Filme’) e Otto Guerra (‘Até que a Sbornia nos Separe’).

Os outros debates também abordam a fronteira entre a produção industrial da artesanal. Se por um lado há o incentivo à produção de curtas e longas-metragens autorais, por outro há o fomento à produção mais ‘industrial’, voltada para séries de televisão. Os encontros prometem refletir sobre como estas duas linhas se complementam e como devem ser promovidas.

A mesa-redonda de abertura (‘Indústria Criativa e Animação Cultural), por exemplo, contará com Sergio Sá Leitão, secretário municipal de Cultura do Rio de Janeiro e presidente da Rio Filme, Juca Ferreira, ex-ministro e secretário municipal de Cultura de São Paulo, Leopoldo Nunes (Secretaria do Audiovisual) e os animadores Kiko Mistrorigo (ABPITV) e Rosaria (ABCA). Em uma palestra, Iain Harvey, vice-presidente da Cartoon Media, vem falar sobre o modelo de funcionamento da entidade, criada para fortalecer e estimular a animação européia.

Novidades e curiosidades animadas

Oscar – Prova do prestígio do festival no mercado cinematográfico internacional, o Anima Mundi será, pelo segundo ano, autorizado pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas americana a qualificar um filme para o Oscar© de Melhor Curta-Metragem de Animação. Ou seja, o curta premiado como Melhor Filme (Júri Profissional) poderá ser elegível a concorrer ao mais celebrado prêmio do Cinema Mundial. Já no primeiro ano da qualificação, ‘Head Over Heels’, vencedor do Anima Mundi 2012, esteve na lista de concorrentes da última edição do troféu hollywoodiano.

Sessões Infantis – Pela primeira vez, o festival terá as sessões infantis divididas em duas categorias: para crianças menores de 8 anos (com dublagem feita especialmente para o Anima Mundi) e para maiores de 8 anos (legendadas).

Olho Neles –A sessão não-competitiva ‘Olho Neles’ terá dois programas de curtas que representam novas tendências da animação nacional. A ideia é incentivar ainda mais o talento do profissional brasileiro.

Angry Birds – Peter Vesterbacka, criador da franquia ‘Angry Birds’ e de mais de 50 outros jogos eletrônicos, dará uma palestra no festival sobre o fenômeno, no dia 4 de agosto.

Prêmio BNDES – Pela primeira vez, o BNDES dará um prêmio para a Melhor Animação Brasileira, no valor de R$ 10 mil. O filme será escolhido pelo público em todas as sessões do festival no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Mostras Especiais – Entre as mostras especiais que complementam a programação, estão um panorama de animação polonesa, com três programas de filmes produzidos no país nas últimas cinco décadas, e também uma retrospectiva da polêmica dupla Spike & Mike. Outro programa de curtas será dedicado à associação francesa Rencontres Audiovisuelles, que ganhará ainda uma palestra do fundador da instituição, Antoine Manier.

http://www.animamundi.com.br/pt/anima-multi/galeria-anima-multi.php/2013?v=1003085&tipo=

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>